20 de julho de 2017

Pilates Session | Breathe In, Breathe Out | 1st Time

Hoje venho aqui ao blogue falar-vos de algo que, finalmente, tive a oportunidade de experimentar - Pilates.

Pilates
Muitas foram as pessoas que ouvi dizerem que praticavam esta "modalidade" e que se sentiam bem depois de uma sessão e que as ajudava a libertar a sua cabeça dos "problemas" do seu dia-a-dia. Depois de dar voltas e mais voltas e ver horários, eis que me deparo com um horário de uma aula de Pilates no ginásio que frequento - Breathe Sport Fitness (aqui no Porto) - compatível com o meu horário de trabalho, ou seja, logo pela manhã. Mais concretamente 7h15. Assim, logo a matar. Para começar bem o dia. Acreditem! ;)

Mas, afinal, o que é o Pilates?
Entre as inúmeras vantagens, são de destacar o aumento da flexibilidade, a ativação dos músculos do tronco e a melhoria da estabilidade pélvica e lombar, o que contribui para uma melhor postura, sem dores nas costas (o que eu pretendia!!). Para além disso, é um fantástico aliado contra o stresse diário. (Tcha-tching!!)

Pilates

Em que consiste?
É um conjunto de exercícios controlados, pausados e metódicos, através dos quais se exercitam todos os músculos do corpo (a respiração é extremamente importante neste caso. Vão por mim). Proporciona elasticidade e flexibilidade (possibilita movimentos mais harmoniosos), define e tonifica o corpo e ajuda-nos a conhecê-lo melhor. Atua, ainda, ao nível psíquico, melhorando o auto-conhecimento e diminuindo os níveis de ansiedade e stresse.

Quais os benefícios?
Ideal para fortalecer os músculos das costas e, desta forma, evitar contraturas. É também um excelente exercício de fisioterapia para qualquer tipo de problemas ou deficiência física. Mas não é necessário ter uma doença concreta para praticar Pilates. Este faz bem a qualquer pessoa e, para além disso, ajuda a equilibrar a mente.

Pilates

E a nível psicológico?
O relaxamento mental nota-se logo a partir do primeiro momento. (vá, no meu caso não foi logo logo logo no primeiro momento pois tive que aprender, ao estilo Speedy González, como respirar) Para além disso, o Pilates é uma óptima ajuda para se desligar de todos os problemas quotidianos (acho que é isso que toda a gente pretende, não?). É necessário que nos concentremos bastante, tanto na respiração, como na realização correta dos exercícios, para, assim, conseguir desligar-se de todos os problemas e atingir a neutralidade mental.

Pilates

Os resultados surgem ao fim de quanto tempo?
Cada sessão de Pilates dura uma hora. Praticá-lo três vezes por semana é o ideal mas, com apenas duas sessões por semana já se verificam algumas mudanças. (aqui, eu estou tramado, pois só consigo horário compatível uma vez por semana --').

Quem pode praticar?
O Pilates não escolhe género nem idade. Conta com um grande número de exercícios de intensidade de dificuldade muito variáveis, que tanto se podem adaptar a crianças como a adultos. É ideal para mulheres que procuram um exercício tranquilo mas que as mantenha em forma, para homens que pretendam complementar outros exercícios e ganhar flexibilidade ou para idosos que queiram aumentar a sua resistência face aos desafios do quotidiano e fazer exercício, sem correrem o risco de se lesionar. Este método está apenas contra-indicado em pacientes com cancro em estado avançado, já que exige um esforço físico demasiado grande.

Resumindo, o Pilates:
- Melhora a força, a flexibilidade e o tónus muscular, reduzindo a fadiga;
- Fortalece os músculos sem causar dor nem danificar as articulações;
- Melhora a postura, a coordenação e o equilíbrio;
- Melhora a respiração e a auto-estima e reduz o stresse;
- Tonifica a silhueta, alisa a barriga e ataca a celulite por completo (meninas, corram já ao ginásio mais próximo :p)

Pilates

Eu decidi experimentar Pilates, não só porque ouvia falar dos benefícios do mesmo, mas também para melhorar a minha postura e equilibrar os pratos da balança do meu corpo, pois o meu lado esquerdo está um pouco mais desenvolvido que o direito e há que melhorar isto. Só posso dizer que, depois de uma sessão, deu-me vontade de fazer mais e continuar com as aulas, pois uma pessoa sai de lá completamente relaxada, dorida também, e mais "leve". Podem achar que é exagero mas não é. Convido-vos a experimentarem e depois digam-me alguma coisa.

Quem aí já experimentou Pilates?
Contem-me tudo!

Até lá, bons post's ;)

6 comentários:

  1. Já experimentei, mas sou pouco flexível! saí de lá de rastosssssssssss!!!!! =D

    Um beijinho dourado,

    Catarina

    ResponderEliminar
  2. Eu andei 11 anos na natação pelo que flexibilidade e comigo ehehehe

    ResponderEliminar
  3. Já experimentei, mas flexibilidade não é o meu forte hahah. Mas por acaso gostei da aula, entretanto mudei de ginásio e o novo ainda não tem este tipo de aulas :) :)

    Volta & Meia
    Facebook

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu como tenho alguma flexibilidade dos anos todos de natação até nem me portei mal ehehehe

      Eliminar
  4. Pratico regularmente Natação, Hidro e Ginásio, num programa controlado e organizado de forma a manter alguma qualidade de vida em termos de bem estar e saúde. Tenho algumas limitações devido a uma PCR que tive há sete anos, mas sinto-me muito bem. A verdade é que há bastante tempo insistem e me convidam (no ginásio que frequento), para fazer umas aulas de Pilates... e acho que começo a ficar tentado (e convencido) a experimentar, talvez na próxima época a começar em Setembro, já que em Agosto o ginásio está encerrado.
    Tudo de bom.
    Bons post's
    :)
    ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Experimenta que vale a pena. Eu gostei e para a semana estou lá novamente!! :) abraço

      Eliminar