27 de julho de 2017

Essenciais Em Viagem | Sabe Mais: Como Assim Medicação?

Encontramo-nos no Verão e, como habitual, há muitas pessoas a viajar.


São muitos os cuidados que devemos ter. Muitas são as dicas que existem para quem viaja – o que levar, em que quantidades, como caber tudo numa mala, entre outras coisas.

Aquilo que vos venho falar hoje, e que muitas dúvidas levanta, é o que levar convosco, no que diz respeito à medicação, principalmente quando viajamos para fora do nosso país.

Medicação habitual
Se têm alguma condição que vos obrigue a tomar medicação, têm que se assegurar que conseguem arranjar medicação suficiente para o período de férias. Lembrem-se que fora de Portugal, é muito difícil adquirir medicamentos sujeitos a receita médica sem a mesma.


Analgésico/Antipirético/Anti-inflamatório
Dores de cabeça? Dores musculares? Estado febril? Querem estar umas férias com dores e desconfortável? Uma Aspirina ou um Panadol (pe.) não pesam na vossa mala e servem para uma emergência.


Gripes/Constipações
Se às dores, tiverem corrimento ou congestão nasal e se sentirem “moles”, podem tomar um analgésico (um dos referidos no ponto anterior), um antialérgico (Telfast, pe.) e, eventualmente, um spray nasal. E líquidos! Não se esqueçam de beber líquidos!


Regenerador de queimaduras e feridas
Vão na rua e… PIMBAS!!!!! Caem. Ficam feridos! Para além de lavarem a ferida com água corrente, podem e devem utilizar um creme regenerador (Bepathene Plus). Caso se queimem, também há solução, não se preocupem – Biafine! Agradeçam-me depois ;)


Antidiarreico
Vamos para um país estranho, onde a alimentação é-nos estranha. Pode haver alguma “reação” à mesma e, ups!, lá estamos nós na casa de banho e não saímos de lá. Para evitar essas situações não muito agradáveis, que tal Imodium Rapid?

Laxante
Por oposição ao ponto anterior, podemos “reagir” à alimentação e ao facto de estarmos num país estranho, com uma obstipação. Dulcolax ou, eventualmente, Pursennide são duas das boas opções existentes.


Antiácido
Indigestão? Azia? Enfartamento? Há solução – Kompensan ou Reduflux! Irão neutralizar o excesso de ácido produzido pelo nosso estômago e facilitar, assim, a digestão.


Repelente de Insetos
Agora é que vos tramei. Quem daí é “um cristo” e um alvo preferido dos insetos? Sabem o que vos pode ajudar? Exatamente! Um repelente de insetos. Em leite (Moustidose), em spray (Tabard) ou roll-on (Previpiq), é uma questão de decidirem o que vos é mais prático de utilizar.

Anti-histamínico tópico
Quer seja pomada (Benergina) ou compressas (Moustidose), o ideal é andar com um na nossa mala, não vá o Diabo tecê-las. Servem para picadas de insetos, queimaduras de primeiro grau ou ligeiras reações alérgicas. Nunca é demais prevenir!


Para além destes itens, existem outros tantos que poderão levar, como por exemplo, soro fisiológico ou pensos rápidos.

Há que andar prevenido, pois prevenir nunca é demais!

Quem por aí costuma levar a sua farmácia de viagem?
Quem conhecia estas dicas?
Contem-me tudo!

Até lá, bons post’s ;)

6 comentários:

  1. Se há coisa que não me esqueço quando vou de viagem é levar medicação comigo! Acontece-me sempre alguma cosa e já aprendi que só sobrevivo se estiver prevenida!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há que estar prevenido e ir preparado para qualquer situação. Principalmente quando viajamos para sítios em que a água da torneira, por exemplo, não é aconselhada a beber ;)

      Eliminar
  2. Há dias fui passar uma semana à Polónia, e tive algum cuidado com a minha medicação habitual, que ainda é bastante. Como ia viajar de avião separei os medicamentos necessários e coloquei-os numa bolsa própria para ir na mala, mas foi-me aconselhado fazer-me acompanhar de declaração médica e respectiva receita que por acaso foi necessário, para apresentar não na Polónia (a bolsa também já vinha vazia no regresso) mas sim em Portugal quando parti.
    Boas dicas!
    Tudo de bom e continuação de excelentes post's.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De facto quando uma pessoa e polimedicada precisa de levar uma declaração a dizer que usa a medicação que leva. Pelo menos isso é muito aconselhado!! :)

      Eliminar
  3. Hoje em dia levo sempre isso tudo, mas quando era mais miúda ficava muito indignada por a minha mãe me encher a mala de viagem com estas coisas "desnecessárias"!!! =P

    Um beijinho dourado,

    Catarina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Faz parte da nossa aprendizagem enquanto humanos, começarmos a perceber que isto é tudo menos "coisas desnecessárias" :)

      Eliminar