27 de maio de 2017

Carotenos por via oral? Sim, é possível!

Intrigados? Eu explico :)


Certamente, já ouviram falar dos (beta)carotenos, do seu papel na nossa alimentação, de alimentos onde os podemos encontrar, entre outras coisas. O que se calhar não sabiam é que existem suplementos alimentares com caroteno na sua composição que nos podem ajudar a dar aquele tom dourado e aspeto bronzeado bastante apreciado por muitas pessoas.

Mas qual é a ligação entre uma coisa e outra?

O caroteno, mais propriamente o betacaroteno, apresenta uma boa biodisponibilidade no organismo. No nosso organismo, é convertido em vitamina A (mais conhecido por retinol). Este ajuda na formação de melanina, pigmento responsável por proteger a pele dos raios ultravioleta e conferir o bronzeado. O betacaroteno não funciona como um bronzeador. Apenas auxilia na uniformização do bronzeado, torna-o mais eficiente, aparente e duradouro.

Este tipo de suplementos ajuda a pele a adaptar-se naturalmente à exposição à luz solar e aos raios ultravioleta – esses malfadados e patifes que so existem para nos estragar a vida! #HáQueEnfrentar O betacaroteno é um pigmento carotenoide antioxidante (inibe radicais livres produzidos pela exposição solar, prevenindo o envelhecimento), aumenta a imunidade, dá elasticidade à pele, aumenta o brilho do cabelo e o fortalecimento das unhas, além de atuar no metabolismo de gorduras. Para quem se queixa da alergia ao sol, estes suplementos podem ajudar bastante, ao preparar a vossa pele à exposição solar torna-a menos sensível.

Os carotenoides, ingeridos em altas doses, são considerados seguros, pois não estão associados a efeitos nocivos ao organismo. O corpo só converte o betacaroteno em vitamina A na quantidade necessária. O excesso de betacaroteno é armazenado na pele e pode causar um tom amarelo-alaranjado (chamado bronzeado). A questão aqui é apenas estética, e não traz prejuízo algum ao organismo.

Como devem ser tomados?
Normalmente, convém começar a tomar duas a quatro semanas antes da exposição solar para obter o efeito máximo desejado.

Para quem não quiser enveredar pelos suplementos alimentares, há que ingerir bastante água e alguns alimentos ricos em betacaroteno, tais como: damasco, cenoura, tomate, abóbora, beterraba, mangas e a batata doce.

No entanto, há que ter uma coisa bastante importante em atenção: o betacaroteno NÃO SUBSTITUI a proteção solar! Mesmo tomando suplementos alimentares com betacaroteno, há que utilizar SEMPRE protetor solar. Vocês não se esqueçam disto!!!

Por aqui, já comecei a tomar o meu suplemento com betacaroteno. E vocês? São adeptos deste tipo de produtos?
Contem-me tudo!

Até lá, bons post’s ;)

4 comentários:

  1. Eu ao contrário da maioria da população fujo de tudo o que me possa dar o menor efeito de bronzeado e ando sempre com o protetor solar atrás de mim, mas confesso que não sabia disto e vou passar a dica aqui por casa.

    Beijinho.
    O Meu Dolce Far Niente
    |Facebook| |Instagram| |Twitter|

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para aquelas pessoas que não dispensam o sol mas que querem ficar protegidas e prolongar o bronzeado bem como proteger a pele, está e uma boa solução :)

      Eliminar
  2. Este ano já me tinha decidido a tomar um suplemento do género, porque apesar de fazer imensa praia também tenho imenso cuidado com a protecção solar - ou seja, nem sempre atinjo aquele bronzeado maravilhoso. Conta-me Ricardo, que marcas recomendas?
    THE PINK ELEPHANT SHOE // GANHA UM MEGA CABAZ DE VERÃO

    ResponderEliminar