14 de fevereiro de 2017

A estupidez de algumas pessoas…

E acho que vocês irão concordar comigo. Isto aconteceu à minha frente e quando acabou “a cena” fiquei chocado e a pensar como é que ainda há pessoas com este tipo de atitude. Intrigados? Eu explico.


Toda a gente está a par da existência de uma patologia (odeio a palavra “doença”) chamada Síndrome de Down. Há um sem-número de campanhas de sensibilização, toda a gente sabe as características físicas de uma pessoa portadora desta patologia, não vale a pena estarmos aqui com histórias.

O que mais me chocou foi o seguinte: uma rapariga de 12, 13 anos, portadora de Down, entrou num espaço comercial sozinha (e foi isto que me chamou a atenção). Pediu o que tinha a pedir, soube dar o recado, utilizou um cartão Multibanco para efetuar o pagamento, pegou nas coisas e saiu. Confesso que deve ter sido (e ainda ser) bastante estimulada em casa para ter esta autonomia.

Até aqui, tudo muito bem.
Deixem-me contar-vos agora o “ambiente” à volta da rapariga.

Uma senhora, já de uma idade “avançada” (70 e tais, possivelmente), com idade para ter juízo, durante todo o tempo em que a rapariga esteve no espaço comercial, ficou a olhar para ela com um olhar de repulsa, aversão e de nojo, como se a rapariga fosse um extraterrestre e o lugar dela devesse ser no fundo de uma cave, bem escura, fechada e alimentada apenas a pão e água.

Meus amigos, que MERDA de atitude é esta? Uma pessoa lá por ter Down não é gente? Não é uma pessoal que merece a mesma atenção e consideração quanto uma não-portadora? Mas alguém é livre de não ter um familiar, amigo com Down ou outra patologia qualquer? Onde vai parar a humanidade com espécimes deste gabarito?

Quem devia estar fechada numa cave escura, sozinha, e alimentada a pão e água era esta senhora (e outras pessoas que tais) que não tem o mínimo de consideração por estes casos.

A minha vontade foi dar-lhe dois chapos naquela cara para ver se ela acordava para a vida.

Onde vai parar a humanidade assim?

Até lá, bons post’s ;)

24 comentários:

  1. Eu nessas situações - infelizmente muitas vezes - não consigo ficar calada. Levava uma boca.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deu me vontade de lhe dizer alguma coisa mas para não colocar a rapariga num estado de constrangimento preferi não dizer nada. É estúpido e assustador pensar que há pessoas deste genero. Enfim...

      Eliminar
  2. Eu tenho pena dessas pessoas.. com uma mente tão fechada.
    Se tivessem alguém assim na família, não olhavam para ela daquela forma.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dois pares de estalos para as acordar para a vida...

      Eliminar
  3. Ficaste surpreendido? Não querendo ser preconceituosa mas Portugal (maioritariamente) ainda é muito antiquado, pessoas do interior, pessoas mais antigas vêem certas situações da pior maneira possível, essa senhora iria olhar da mesma maneira para um metaleiro, uma pessoa com várias tatuagens, cabelo colorido e por aí.. Sabias e deves saber de certeza que até havia pessoas que fechavam em casa pessoas que nasciam com certa deficiência.. Felizmente os jovens de agora já não têm essa genética preconceituosa e racista.. Para a pergunta porquê a cara de nojo.. Pouco faz lhe a cara que ela estava a fazer face à menina, beijinho
    Beleza De Mulher e Mãe
    Facebook
    Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sei que pessoas destas existem e que irão continuar a existir. Não há nada que possamos fazer em relação a existência deles. Mas foi uma atitude indecente muito sinceramente...

      Eliminar
  4. Sempre fui uma pessoa de ficar na minha.Ficar calada....Mas à medida que fui crescendo, apercebi-me que faço parte de uma sociedade e que EU posso educar as pessoas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tal como já referi preferi não colocar a rapariga num estado de constrangimento. Iria fazer com que se sentisse pior.

      Eliminar
  5. Não me surpreendo. Estou na área e sei bem como são vistos e olhados de lado pela sociedade.
    Beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou mais ou menos dentro da área e ver comportamentos deste género deixam me sempre revoltado!

      Eliminar
  6. Eu costumo dizer que 'já nada me admira'... infelizmente o caso aqui relatado não é único, não será uma constante, mas é ainda uma realidade.
    Tudo de bom.
    Bons post's ;)

    ResponderEliminar
  7. A sério? Há pessoas mesmo miseráveis.

    ResponderEliminar
  8. Infelizmente isso acontece e não irá desaparecer... essa atitude não vem só, por exemplo, de pessoas mais velhas ou do interior... esses comportamentos também acontecem vindo de jovens... ainda se tem que aprender para deixar de haver esses preconceitos. Mas essa senhora... deplorável...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não escrevi o texto com o intuito de dizer que isto só acontece com pessoas mais velhas. Há muitos jovens que tem comportamentos deste género mas sabes que isso é falta de educação que devia vir de casa dos pais... infelizmente não vai desaparecer este tipo de comportamentos...

      Eliminar
    2. Sim, foi uma situação que assististe e infelizmente irão continuar a acontecer... Em relação aos jovens, por vezes, mesmo quando os pais lhes dão uma boa educação, eles não se comportam como tal... Resumindo, pessoas medíocres... há muitas por este mundo fora...

      Eliminar
    3. É um facto. Por mais educação que possam ter em casa por vezes o ambiente em que estão inserido ou os groupies fazem com que a educação passe um bocado ao lado. Enfim...

      Eliminar
  9. Ai, a sério. não tenho paciência para essas pessoazinhas... Grow up... quer dizer, no caso dela se já é velha não sei se é aplicável, mas pronto!

    Um beijinho dourado,
    O Biquíni Dourado
    Facebook
    Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É assustador pensar que ainda há pessoas assim... enfim

      Eliminar
  10. Obrigado :)

    Aqui se vê que os mais velhos nem sempre são os mais compreensivos. Enfim!

    NEW COOKING POST | Lasanha Fácil de Marisco e Cogumelos!
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A idade muitas vezes não é significado de educação.

      Eliminar
  11. Olá!
    Eu costumo dizer que é inveja só para não me chatear. Inveja da independência da miúda.
    Infelizmente, burro velho não aprende línguas e antigamente era isso mesmo que faziam: prendiam os que tinham algum problema em casa, longe da sociedade. Como se fossem monstros desprezíveis. Graça a Deus Nosso Senhor, evoluímos, porém algumas pessoinhas não evoluíram. Estão no seculo XVI em que os homens eram autênticos macacos peludos e os reis do mundo.
    Não dá para limpar o mundo desses seres, infelizmente. O que mais há é falta de amor pelo próximo. O que também nos leva ao texto dedicado à fabulosa Minnie.
    É ignorar e seguir em frente, pois essa senhora (para mim é um termo pesado e que significa velha) não tem nada para acrescentar ao mundo. Teria o mesmo comportamento imbeciloide com gays, pretos, trans e etc. O cérebro submisso dela parou no século XVI e não vale a pena fazer nada.
    Porém, seriam pior, se quem fizesse isso não fosse uma velha, mas sim uma criança de 16 anos. A educação vem de casa e haveria algo de muito errado naquela casa. Não sei se me faço entender.
    Eu sou muito expressiva e, talvez, apesar de tentar ignorar, fazia um ar de nojenta para a velha como se ela fosse cozido à portuguesa, pois sushi e lasagna ela nunca será! Espero que não tenha sido uma analogia confusa.
    Quem entendeu, entendeu. Quem não entendeu, entendesse. Ahahahahah

    Beijokitaz

    ResponderEliminar