12 de janeiro de 2017

Mais uma? #jácheganão?

Pois bem, algo que tenho aprendido ao longo da minha vida profissional (e no âmbito do local onde trabalho) é que, todos os anos, saem milhares de produtos novos. Para todos os efeitos e mais alguns. Então para perder peso são aos pontapés. E alguns são “repetidos”. Só mudam o nome.


Um laboratório em particular, responsável pela comercialização dos produtos da marca Depuralina (toda a gente conhece ou já ouviu falar, certo?), todos os inícios do ano, portanto, todos os meses de Janeiro, lança no mercado um produto novo para perder peso. É que não têm noção.

Quando comecei a trabalhar era o Depuralina Aspira Gorduras: quem não se lembra do anúncio publicitário em que andava uma mulher e um homem todos “fibrados” de aspirador ao ombro para demonstrar que ficaram com aquela (invejável) forma física graças ao Depuralina Aspira Gorduras? (Havia alguém a acreditar nisso?). Problema: tinha-se que tomar 5 comprimidos por dia, todos eles diferentes e em alturas diferentes. Adesão á terapêutica? Imensa. Continuação? Zero. Ridículo da situação? Isto dito por uma nutricionista (que não a minha, atenção): com uma dieta restrita e com a toma do suplemento, as pessoas ganhavam massa gorda e não o contrário (que era o suposto). Ri-me quando soube disto. E ainda me rio. Ah! Ah! Ah!

Depois, surgiu o Depuralina Ampolas. Uma ampola por dia, não sabe o bem que lhe fazia. Havia era um problema: diarreias infernais. Por um lado devido à composição do produto; por outro, porque as pessoas pensam que ao tomar estes suplementos podem comer tudo e mais alguma coisa que lhes aparece à frente. ERRADO! Muito errado. Mesmo!

No ano seguinte, surge Depuralina Fit Plan. Um produto que, na realidade, eram 4 produtos diferentes, cada um para cada uma das 4 fases diferentes do programa de perda de peso. Primeiro: desintoxicação/depuração do organismo; segundo: drenagem de líquidos; terceiro: queima de gordura abdominal; quarto: controlo do apetite/saciedade. Houve tanta adesão que o produto ficou “encostado” na maior parte das prateleiras das Farmácias.

Mais um ano e adivinhem? Mais um produto Depuralina. Desta feita, Depuralina Gorduras. Lembram-se do anúncio da menina toda “enchouriçada” de roupa que ia tirando (Tira!) camadas e camadas (Tira!) de roupa à medida que ia “perdendo peso” (Tira!)? É esse mesmo. O produto era diferente dos restantes? Não. Era mais do mesmo. Mas lá está. Bastava apenas ser comercializado um ano. No seguinte surgiria um novo produto.

E não é que aconteceu isso mesmo? Em 2017, o que é que vemos? Depuralina Rapid. Até aqui tudo bem mas há um pequeno problema no anúncio. Desta vez, em vez de irem buscar uma rapariga “anónima” (curioso como não utilizam homens. Também porque as mulheres são um bocado mais obcecadas pela perda de peso e gorduras a mais e com tudo a abanar por todos os lados. Não me venham contrapor porque estou apenas a dizer a verdade, e quem diz a verdade não merece castigo, certo? ;) ), foram buscar a Dânia Neto. Quem acompanha a carreira e vida desta atriz portuguesa sabe PERFEITAMENTE que ela já tem a forma física que apresenta atualmente há imensos anos. De certeza que não tomou o Depuralina Rapid. Só está lá porque é figura pública e, supostamente irá haver um aumento do número de vendas por causa disso. Mas há alguém que acredita que aquela mulher, com aquele corpo bem feitinho (opah, sou gajo. É natural dizer coisas destas. Que atire a primeira pedra quem nunca disse algo do género relativamente a sexo oposto xD) andou a entupir-se de Depuralina para perder peso?

Penso que o laboratório, este ano, para além de já ser “normal” lançar produtos novos sempre que o novo ano se aproxima, acertou um bocado ao lado na escolha do modelo. Podiam ter utilizado uma “anónima” com um corpo igualmente bem feitinho que não havia problema nenhum. A maior parte das pessoas não iria duvidar dos resultados do novo produto e iriam questionar “Será que resulta mesmo? Aquela ali na televisão está magra e com um corpo tonificado”. Agora assim? Duvido. Muito sinceramente.

Meus caros, esta é a minha opinião. Vale o que vale. Simplesmente, neste (meu) blogue, gosto de expor estas situações e dar-vos a conhecer o meu ponto de vista. E, claro está, estão à vontade para me dar a conhecer o vosso. É para isso que cá estamos: para interagir ;)

De salientar que quem utilizar este tipo de suplementos (ou outro), não pode descurar uma dieta equilibrada e regrada, nem tampouco a prática de exercício físico moderado e regular e adaptado à vossa condição física. Há que ser conscientes e responsáveis. Vivemos no nosso corpo e temos que cuidar muito bem dele, ok? ;)

Quem aí partilha da mesma opinião que eu?
Contem-me tudo!

Até lá, bons post’s ;)

8 comentários:

  1. Se resultou com a Dânia Neto, vai resultar comigo! #sqn

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verifica-se a mesma coisa com o Alli, por exemplo, Neste caso, estamos a falar de um medicamento com efeitos comprovados e que, efectivamente, resulta. Mas as pessoas têm de ter em atenção que há uma série de efeitos adversos, nomeadamente, incontinência fecal! (sim, existe) As pessoas, ao tomar este tipo de suplementos, julgam que podem continuar a comer tudo e mais alguma coisa mas não. Convém terem muito cuidado na alimentação.

      A Depuralina escolheu muito mal a modelo este ano. Não faz sentido algum ela ser a "cara" do produto e dar o seu testemunho de "ah e tal eu experimentei e resultou". Descredibiliza completamente o produto, no meu parecer.

      Eliminar
  2. Eu adorava que resultasse... ia já a correr a comprar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os suplementos desta marca eu não consigo acreditar nos resultados que apresentam. Principalmente depois de ter conhecimento do que é (apenas) necessário para que haja aprovação de comercialização de um suplemento alimentar aqui em Portugal.

      Existem outras marcas, com estudos certificados, que apresentam resultados. Não são todos "ineficazes" ;)

      Eliminar
  3. Eu sou sincera, tudo que diga "Depuralina" não compro. Um farmacêutico, que trabalhava numa loja de produtos naturais, nunca falou bem desta marca, ou dos produtos. E sempre me alertou para nunca comprar :) e depois de ler o teu texto, "está tudo dito" hehehe
    Acho que bem, que exponhas este tipo de casos, não é por seres farmacêutico, que não possas dar a tua opinião sincera sobre as coisas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Existem suplementos que resultam Anabela. Apenas esta marca não me inspira confiança, principalmente tendo em conta a volatilidade dos seus produtos e da rapidez de lançamentos de produtos da mesma e são sempre a substituir o anterior. Confiança? Zero. Crédito que lhes dou? Muito menos ;)

      Eliminar
  4. A Dânia Neto tem vida para estar o dia "no trono", nós não! LOL , oh pa de mais!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confesso que fiquei sem perceber a tua opinião relativamente ao meu texto mas quanto à escolha da modelo, eles foram infelizes.

      Eliminar