28 de janeiro de 2017

A Aspirina® e a Acne

Deixem-me que vos apresente uma notícia que encontrei numa revista “corriqueira” esta semana:


Confesso que quando vi isto, sorri porque esta pequena notícia, à primeira vista inofensiva e, aparentemente, verdadeira (com fundamento e alguma pesquisa por parte de quem a escreveu. Pelo menos é o que se espera), afinal, tem erros. Não digo que são erros (muito) graves mas digamos que é uma espécie de “publicidade enganosa”. Senão vejamos:

Ponto 1: a Aspirina® contém ácido acetilsalicílico (analgésico e antipirético em algumas concentrações; anti-agregante plaquetário em dosagens mais baixas).

Ponto 2: o ácido salicílico é um beta-hidroxiácido com propriedades queratolíticas (esfoliantes, digamos) e antimicrobianas, o que significa que afina a camada espessada da pele e age evitando a contaminação por bactérias e fungos oportunistas e encontra-se em muitos produtos com ação na acne.

Ponto 3: como podem reparar, estou a falar de dois compostos que, apesar de muito semelhantes, não o são. Um é o ácido acetilsalicílico; o outro o ácido salicílico. Há um grupo “acetil” (isto falando em termos químicos o que, desde já, vos peço desculpa) a mais.

Ponto 4: não é uma simples trituração dos comprimidos que vai fazer com que o grupo “acetil” vá desaparecer ou ser retirado. É preciso mais, nomeadamente, reações químicas (que não interessam para o caso).

Com isto, apesar de poder (muito remota e residualmente) haver uma ligeira ação anti-inflamatória local nas borbulhas da acne, o efeito na acne vai ser igual a zero, pois precisaríamos do ácido salicílico para isso. Algo que não acontece, pois a Aspirina® tem o ácido acetilsalicílico.

Assim, e em jeitos de conclusão, posso dizer-vos que quem escreveu esta notícia deu um pontapé na química, na farmacologia, na cosmética, na dermatologia e escreveu uma grande CALINADA!!!

Por isso, meus caros e minhas caras, não acreditem em tudo o que as notícias dizem. Procurem saber quais as fontes que utilizaram, quem escreveu, qual a revista em questão, e se se basearam em estudos científicos ou fontes bibliográficas credíveis. Falar baboseiras, toda a gente é capaz de o fazer. Cabe a nós, leitores, termos espírito crítico para questionar a veracidade da notícia, caso alguma coisa não nos pareça bem. Que foi o que aconteceu comigo relativamente a esta notícia ;)

Não estou aqui a proclamar-me como “detentor da verdade” ou “a pessoas que sabe mais disto do que qualquer outra”. Nada disso. Tenho muito para aprender e é para isso que estudo e que trabalho. Só aqui estou para vos alertar!

Quem achava que isto resultava?
Contem-me tudo, sem medos!

Até lá, bons post’s ;)

29 comentários:

  1. Uau, obrigada pela explicação. Está de uma forma muito clara.
    Por norma dou muito pouco valor a revistas de coscuvilhices.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem eu Boneca mas esta notícia foi-me apresentada por uma outra pessoa e fiquei chocado com o tipo de notícias que não leva qualquer filtro nem pesquisa. É triste.

      Eliminar
  2. Adoro estes teus artigos! ♡
    Beijinhos e continua com o teu excelente trabalho!

    ResponderEliminar
  3. Já tinha ouvido falar disto, mas, confesso, fiquei algo reticente. De facto, é preciso termos muito cuidado com este género de notícias, porque não sabemos até que ponto correspondem à verdade.

    r: São mesmo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Temos sempre que questionar aquilo que lemos, Andreia. :)

      Eliminar
  4. Não gosto quando falam do que não sabem. Mais um vez te digo , tens ótimos conhecimentos e sentido crítico!

    ResponderEliminar
  5. Fico satisfeita por sempre ter sido educada a "não acreditar em tudo" o que leio por aí. Por acaso não sabia de nada do que disseste e, sendo uma leiga no assunto da química, podia eventualmente até acreditar (ainda que dificilmente o fosse aplicar na vida real), por isso agradeço pela tua partilha! Tenho um bocadinho de pena que este tipo de notícias sejam publicadas porque há sempre quem acredite e experimente e, apesar de neste caso talvez não existirem contra-indicações, infelizmente nem sempre é assim.

    With love, Miss Melfe

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Dalila. De facto uma pessoa precisa de estar sempre atenta e questionar este tipo de notícias, principalmente vindo da revista que veio. :)

      Eliminar
  6. ahahahahah eu nunca acredito nestas tretas! mas a verdade é que jornais não deviam publicar este tipo de coisas assim... é estupido!

    TheNotSoGirlyGirl // Instagram // Facebook

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Devia haver revisão de conteúdo. Se há na revista em questão, este texto passou completamente ao lado :)

      Eliminar
  7. Engraçado como ainda se fala de "tratamentos" de pele de forma pouco criteriosa. Sendo a pele o maior órgão do corpo humano, seria de todo razoável que se abordasse o tema, mesmo que por revista, de uma forma mais profissional e séria. Afinal, se tivermos um problema de coração, garganta, ouvidos, etc. procuramos a ajuda de um especialista. Não sei por que razão os problemas de pele (que mexem com muitas outras coisas) são ainda tidos como "pouco importantes". Beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sendo que a pele faz parte integrante (e obrigatória também) da nossa imagem e é tão susceptível de tantas doenças, realmente também não consigo entender este "desleixo" para este órgão Elisabeth :)

      Eliminar
  8. As belas notícias em que a maioria acredita :D
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. AIIIIIIIIIIII! até senti os poros a encolherem com esta informação! Fónixxxx!! não posso acreditar =| Aiiiiii!!! São graves, siiiim! =|

    Um beijinho dourado

    ResponderEliminar
  10. Por muito que até pudesse achar que resultaria, nunca adiro a essas coisas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há algumas "mezinhas" que apresentam resultados. Esta não é uma delas :)

      Eliminar
  11. Por acaso não é a primeira vez que oiço falar deste suposto 'tratamento', nunca experimentei mas tinha mesmo ideia que fosse funcionar por uma questão lógica. Obrigada pelo esclarecimento Ricardo!

    Já te estou a seguir, desculpa estar em falha!
    THE PINK ELEPHANT SHOE // SORTEIO DE UM PERFUME ‘BLUE WONDERS’ NO FACEBOOK //

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se funcionar é na parte inflamatória da acne e mesmo assim....

      Eliminar
  12. Nunca tinha ouvido sequer falar disso mas realmente não se pode confiar!
    óptima explicação a tua!
    beijinhos

    Blog ChocoPink / Instagram / Facebook

    ResponderEliminar
  13. Epaaaa, tantos :P Desenrasca-me um porque aqui não encontro e mandar vir pela net vai fazer com que gaste um sem-fim de dinheiro em portes :P :(

    Por acaso não tinha tido conhecimento da notícia. Felizmente não é verdade! :P

    NEW REVIEW POST | Sea Greece: Gel and Scrub – Organic Product to Know.
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Miguel, há sites que só te cobram nem 4 euros pelos portes! :) mas nas farmácias normalmente costumas encontrar.

      Eliminar
  14. É bom que haja alguém que desmistifique estas notícias! Há sempre quem acredite. Pessoalmente, não iria testar uma coisa assim escrita numa revista qualquer num assunto tão sério como o acne e a saúde da nossa pele.

    Live, Love, Laugh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente há sempre pessoas que acreditam nestas mezinhas :/

      Eliminar
  15. Realmente é para ficar atento mesmo.
    Um texto interessante

    ResponderEliminar