2 de novembro de 2016

Essas estradas de Portugal

Tal como já tinha dito aqui, ontem fui visitar uma amiga que a blogosfera me trouxe desde que estou nestas andanças que é a Minnie Me. Sendo eu do Porto, combinamos encontrarmo-nos em Coimbra logo tive que fazer o percurso de carro até Coimbra pela A1.


Como a viagem de ida foi durante a luz do dia tudo bem. Calmo. Tranquilo. Sem stresse.

O “problema” foi a viagem de regresso que já foi durante a madrugada e eis algo que me questiono se faz sentido ou não. Exceto alguns sítios iluminados, grande parte dos quase 100 km na A1 que fiz estavam às escuras. Não há iluminação. Nenhuma. Zero. Redondo. Mesmo.

A viagem já de si pode tornar-se cansativa. Sem luz e o caminho ser praticamente igual em toda a sua extensão pode tornar-se monótona, saturante e cansativa.

Será que alguém não pode pensar nesse assunto e colocar iluminação? Não estou a dizer ao longo de toda a A1 senão era um gasto de energia tremendo mas que tal fazer, como por exemplo, em grande parte das estradas dos EUA, em que existem luzes que só são ligadas (através de sensores) quando os carros passam? Assim estamos a iluminar os caminhos dos condutores que têm de fazer viagens durante a noite e não ficam tão escuro e tão perigoso de se conduzir.

Que tal colocarem esta hipótese em cima da mesa?

Até lá, bons post’s ;)

NOTA: a fotografia desta publicação não foi tirada por mim durante a viagem! ;) Há que ser responsável a conduzir!

1 comentário:

  1. Já comentei isso com alguém... Adoro conduzir a noite porque é mais calmo mas a falta de luz da cabo de mim

    ResponderEliminar