20 de outubro de 2016

Vida de Farmacêutico #6

Ora bem, esta edição da rubrica “Vida de Farmacêutico” não é para vos contar algo engraçado que aconteceu na minha vida profissional. Não! Desta vez é para vos comunicar algo sério (quer dizer, em todas as edições falo de coisas sérias). Ou melhor, dar-vos a conhecer e promover uma “ação de sensibilização” (vamos chamar assim?) – a vacinação contra a gripe.



Com a aproximação dos meses mais frios, é natural que o vírus da gripe, esse estafermo, nos ande a rondar à espera da primeira oportunidade de PIMBAS! nos lixar o miolo e pôr-nos de “molho”. Febres altas, necessidade premente de mantas sobre as pernas, cabeça pesada, olhos lacrimejantes (como se estivéssemos a ver aquele filme com a história mais desgraçada e infeliz que pode haver) e com corrimento nasal, vulgo “pingo” (nada agradável, também).

Desta forma, a Direção Geral de Saúde, em conjunto com as Farmácias do nosso querido país, sensibilizam a população em geral para a vacinação contra o vírus da gripe.

Quem pode (e se deve) vacinar?
Existem alguns prioritários. São eles: pessoas com idade igual ou superior a 65 anos, doentes crónicos e imunodeprimidos, grávidas com tempo de gestação superior a 12 semanas, profissionais de saúde e outros prestadores de cuidados, como os lares de idosos, por exemplo. Esta vacinação deverá ser renovada anualmente.

Onde?
Para as pessoas com idade igual ou superior a 65 anos, a vacina da gripe é administrada gratuitamente nas Unidades de Saúde Familiar (sujeito a fila de espera e à quantidade de vacinas em stock na dita USF). As restantes poderão adquirir a vacina em qualquer Farmácia, mediante apresentação de uma receita médica (sim, é necessário receita médica!). Para além disso, poderão ser vacinados nessa mesma Farmácia, desde que tenham um profissional de saúde devidamente qualificado para essa tarefa (Farmacêutico ou Enfermeiro).

OK, vou vacinar-me. Existe algum efeito indesejável?
Sim, tal como em qualquer outra vacina ou medicamento. Tendo em conta que o vírus se encontra “adormecido”, após administração, poderá haver o desenvolvimento de alguns sintomas da gripe. Em casos muito graves (e bastante raros, felizmente), poderá ocorrer choque anafilático.

Existe alguma situação em que não possa ser vacinado?
Sim. Pessoas que apresentem febre ou estejam a tomar algum antibiótico não podem ser vacinadas. Deverão deixar os sintomas passar (ou a toma do antibiótico) terminar para poderem ser vacinados, sem problema.

Espero que, com isto, vos tenha esclarecido algumas dúvidas ou dado a conhecer algo que as Farmácias também fazem (para além de vender medicamentos).

Quem é que costuma vacinar-se ou conhece alguém que se vacina?
Contem-me tudo!

Até lá, bons post’s ;)






3 comentários:

  1. Já estou a imaginar a cena... a minha mulher de vacina na mão, atrás de mim pela casa toda... «anda cá que hoje é a tua vez» :) :) :)
    Tudo de bom.
    :)
    ;)

    ResponderEliminar
  2. Bem, já que vou aprender muito por aqui!
    Já fui uma vez vacinada contra a gripe, mas sou um bocado medricas.

    thebrunettetofu.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. Hello :) Ali no situações que não posso ser vacinado acrescentaria se teve gripe/constipação há menos de um mês. Pelo menos comigo foi assim, só pude ir tomar depois de ter passado 1 mês de ter passado.
    Beijinho e bom post

    ResponderEliminar