1 de março de 2016

Vida de Farmacêutico #2

Não é propriamente um diálogo que vou colocar aqui mas apenas um "convite" para recorrerem ao Vosso imaginarium. Tentem visualizar esta situação:

Utente, mulher, por volta dos 75 anos, entra na Farmácia e eu estou livre para a atender. Depois de ter perguntado se alguma mulher se encontrava na Farmácia para a atender, e eu ter dito que apenas havia uma que já se encontrava ocupada a atender uma outra utente, a utente em questão diz apenas "Você deve conseguir ajudar-me, de certeza." (o que pensei logo foi: "ladies stuff, for sure")

Eis que a utente tira uma receita que trouxe da ginecologista, em que vem prescrito uma caixa de comprimidos vaginais (não interessa agora o nome), e pede que eu lhe explique como colocar os ditos pois nunca tinha usado tal forma farmacêutica.

Imaginem eu, de aplicador na mão, a explicar à senhora que colocava os comprimidos com o mesmo e que teria de ser feito depois de uma lavagem íntima adequada (em que a utente pelo meio diz "Ah sim, isso eu já sei que tenho de colocar depois de "ela" estar bem lavadinha e sequinha!") e que deveria ser a última coisa a fazer antes de dormir e blá blá blá.

Confesso que tive de fazer um esforço para não me rir, tendo em conta as intervenções da senhora e os risos abafados da outra colaboradora da Farmácia cá atrás.

Vida de Farmacêutico tem destas coisas. Histórias engraçadas que ficam para sempre na memória :)

2 comentários:

  1. Quem faz atendimento ao público, ouve cada historia! :)

    ResponderEliminar
  2. ahah deves apanhar com cada coisa :p gostei do teu blog!

    Já estou a seguir :)

    Visita também o meu

    www.fashioncannibal.blogspot.pt

    beijinhoo

    ResponderEliminar