21 de fevereiro de 2016

BOOKS #6 | O Confessor (Daniel Silva)

Este livro foi uma das prendas de Natal do meu irmão. Nunca tinha lido livros do Daniel Silva mas gostei da sinopse e do género literário dele. Para além disso, os temas abordados e as narrativas são muito ao género do Dan Brown pelo que fiquei com curiosidade de ler mais livros dele.


Eis a sinopse:
"Gabriel Allon, restaurador de arte, tenta esquecer o seu passado nos serviços secretos. Mas Benjamin Stern, seu amigo, um professor que se tornou muito conhecido com o seu trabalho sobre o Holocausto, é assassinado em Munique. Allon volta a ser chamado. A polícia alemã parece certa de que Stern foi morto por extremistas de direita. Allon duvida, sobretudo porque desapareceu tudo o que fazia parte da investigação de Stern para o livro que estava a escrever.
Entretanto, o novo Papa, em Roma, passeia pelo jardim enquanto reflecte acerca de um plano perigoso que tenciona accionar. Se for bem-sucedido, revolucionará a Igreja. Mas, se falhar, poderá destruí-la.
Os destinos destes dois homens vão cruzar-se. Segredos há muito enterrados, feitos impensáveis, virão à superfície. E a vida de ambos irá alterar-se irremediavelmente."

Ora bem, tal como eu já referi aqui, o Holocausto é uma das épocas da História que mais gosto ("gosto", porque aquela época é vergonhosa para os alemães e não é lá muito agradável ler e saber que milhares de pessoas foram dizimadas mas vocês entendem quando digo "gosto" :) ). Isso, associado à maneira de escrever e de narrar a história, fiquei completamente prendido à leitura. Devido à carga de trabalho com que tenho andado, demorei um bocado mais de tempo a ler este livro do que normalmente costumo demorar mas consegui lê-lo. :D

Benjamin Stern só aparece no início, pelo que não dá para ter uma ideia muito concreta dele. Já Gabriel Allon (esqueci de dizer mas este livro é apenas um de um conjunto deles em que Gabriel é o personagem principal. "O Confessor" não é o primeiro da série mas "não faz falta" na leitura deste livro, a leitura dos anteriores) é bastante intuitivo, inteligente e não se deixa enganar facilmente.

Para além disso, temos os conflitos dentro da Igreja. O facto de o novo Papa ter sido eleito e de este ser um pouco "alternativo" às tradições da Igreja, faz com que fique desenhado um alvo nas costas dele e, de facto, é um alvo a abater. E é essa confusão, essa perseguição que torna o livro bastante interessante.

Muito mais vos poderia contar sobre o livro mas acho que para uma pessoa verdadeiramente apreciar o mesmo, tem que o ler. Assim, convido-vos todos a irem adquirir um exemplar deste livro e lerem-no. Para quem gosta de livros deste género, cheio de intrigas e de História, é uma excelente opção. Uma pessoa acaba por aprender imenso sobre os diversos locais e as diversas passagens da História. Recomendo, sim, este livro!

E vocês, que andam a ler?

Mais uma vez informo-vos que já foi lançada a edição deste mês da Blogazine, que poderão consultar em www.blogazine.pt e poderão segui-la no Instagram em @blogazine_

2 comentários:

  1. Ainda não li nada do Daniel Silva mas tenho curiosidade porque também percebi que é do estilo do Dan Brown - que gosto. Não é o meu estilo favorito, mas de vez em quando sabe-me super bem ler esse género. Tenho efectivamente de experimentar um livro dele. Epa tens aqui um blogue fantástico, segui ;)

    Aonde (não) estou | blog

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confesso que era um autor que me passava ao lado. Ouvia falar dele mas nem ligava aos livros quando andava a comprar algum para a minha ("pequena") colecção. Mas tendo em conta que o meu irmão me deu este e outro livro deste autor aproveitei e satisfiz a minha curiosidade. Gostei da maneira dele escrever (se bem que considero a escrita de Dan Brown um pouco mais fluída) mas tenho uma lista enorme de livros ainda para ler até comprar um terceiro livro deste autor :)

      Eliminar