18 de janeiro de 2016

A dificuldade em respeitar uma fila

O post de hoje é sobre algo que sinceramente me incomoda, não só do lado do balcão onde os clientes estão, mas também do lado de dentro do balcão de um espaço onde há atendimento ao público. Estou a falar das pessoas que tentam - a todo o custo, por vezes - furar a fila.

Isto não aconteceu só hoje mas hoje foi uma daquelas vezes em que não só fiquei eu incomodado como também o cliente que eu estava a atender. Eu trabalho numa Farmácia e, tudo bem, que a maior parte das pessoas, quando entra lá, está doente, quer despachar-se o mais rapidamente possível e ir para casa. Eu entendo isso. Consigo entender que numa altura de desespero não queiram ficar muito tempo à espera mas, digamos, que há limites.


Passo a explicar: hoje estava a atender uma pessoa (vamos chamar-lhe A) e chega outra (doravante, será a B). Como todos os colaboradores da Farmácia estavam ocupados a atender, a pessoa B tinha que esperar. Até aqui está tudo muito bem. Mas eis que a pessoa B decide colocar-se ao lado da pessoa A, empurra-la ligeiramente (o braço foi o responsável por este empurrão), pôr-me a receita à frente dos olhos e perguntar-me se eu tinha aquele medicamento, quanto custava, se eu o podia ir buscar que estava cheia de pressa, que não queria perder muito tempo e que queria ser atendida. Imaginem qual terá sido a minha cara. Educadamente (e pacientemente também...), expliquei à pessoa B que eu estava a atender uma outra pessoa que estava à frente dela - a pessoa A - e que, por isso, teria que esperar. A partir daqui tive medo, muuuuuito medo. A pessoa B decide "deitar as garras de fora", e dizer que "Ah e tal eu estou cheia de pressa e quero sair daqui e ir para casa e que se não me atendem agora eu vou a outra Farmácia." Minha cara pessoa B, a questão aqui não é a qualidade do atendimento, mas sim o facto de não estar a ser minimamente bem-educada e julgar-se mais que os outros, de tal forma, que pensa que poderá passar à frente de quem já estava na Farmácia (pessoa A) e ser atendida primeiro.

Existe uma fila, que convém ser respeitada, senão é a maior confusão e ninguém se entende: nem nós que estamos do lado de dentro do balcão nem quem está do outro lado que não consegue perceber como é que as coisas se processam.

Caras pessoas que furam as filas (e pensam que o fazem merecidamente): ganhem vergonha nessas caras e juízo também que é bonito e faz falta a muito boa gente.

Obrigado pela atenção!

:)

Não se esqueçam de seguir o blogue

4 comentários:

  1. Alguém com uma opinião como a minha.
    Essas pessoas comigo não tem a mínima hipótese! Intervenho logo!

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Imaginas a minha cara quando vejo isto acontecer mesmo à minha frente. Pior foi quando começou com uma atitude toda arrogante para cima de mim. Enfim...

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Das coisas que mais me tiram do sério na minha profissão...

      Eliminar